Cor dos Objectos

Um corpo absorve, reflecte ou transmite determinadas radiações, de entre aquelas que recebe. Assim, a cor que um corpo apresenta depende do tipo de radiação que sobre ele incide e da sua natureza.

Cores primárias

Pode obter-se luz de todas as cores a partir da sobreposição das três cores primárias da luz – vermelho, verde e azul. A sobreposição destas três cores da origem à luz branca.

Cores dos objectos opacos

Os materiais opacos são aqueles que não permitem que a luz os atravesse, absorvendo ou reflectindo.

A cor que um objecto apresenta é a que se obtém quando, do espectro da luz branca, se subtraem as radiações que são preferencialmente absorvidas por ele.

Por exemplo, para iluminação com luz branca:

  • um cravo vermelho absorve preferencialmente luz ciano (verde + azul);
  • uma rosa que absorve preferencialmente luz azul apresenta-se amarela.

Formação do Arco-Íris

Um feixe de luz branca ao passar do ar para o interior de um meio transparente, como, por exemplo, um prisma, um diamante ou uma gota de água, refracta-se. Cada uma das radiações propaga-se a velocidades diferentes no interior do material e , consequentemente, cada radiação (cor) afasta-se com um ângulo diferente, acabando por se separar das outras. Forma-se então uma banda contínua com as sete cores (vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, anil e violeta). Assim se dá a formação do arco-íris.

Ao conjunto destas cores forma-se o espectro de luz branca, que pode ser também denominado por espectro de luz visível.

Fibras Ópticas

Refracção da luz

A refracção da luz é um fenômeno que ocorre quando a luz passa de um meio óptico para outro, onde a velocidade de propagação é diferentes.

Nestes casos verifica-se que:

  • o raio refractado aproxima-se da normal quando a velocidade no segundo meio é inferior à velocidade no primeiro meio; caso contrário, afasta-se da normal;
  • não há mudança de direcção quando o ângulo de incidência é de Oº, ou seja, quando o raio incide perpendicularmente à superfície de separação dos meios.

Reflexão total

Quando a luz passa de um meio no qual a velocidade é menor para um meio cuja velocidade é maior, o raio refractado afasta-se da normal. Assim, se o ângulo de incidência for superior ao ângulo limite, deixa de haver refracção e toda a luz que incide na superfície de separação dos meios é reflectida. Ocorre o fenómeno de reflexão total.

Fibras ópticas

As fibras ópticas são um conjunto de dois tubos concêntricos de características diferentes. A velocidade de propagação da luz é maior no tubo externo do que no tubo interno. Assim, ocorre a reflexão total. A luz propaga-se a grandes distâncias com pouca diminuição da sua intensidade.

As fibras ópticas são aplicadas nas telecomunicações, bem como para uso médico.

Espelhos Planos

A reflexão da luz é a mudança de direcção ou de sentido a que ocorre quando os raios luminosos incidem em certas superfícies, continuando a luz a propagar-se no mesmo meio óptico.

  • Reflexão regular – reflexão nas superfícies polidas.
  • Reflexão difusa – quando os raios incidem numa superfície rugosa e mudam de duração de forma irregular.

Leis da reflexão da luz

  • o raio incidente, o raio reflectido e a normal estão no mesmo plano;
  • os ângulos de incidência e de reflexão são iguais (têm a mesma amplitude).

Formação de imagens num espelho plano

Os espelhos planos são superfícies polidas que reflectem regularmente a luz e permitem obter imagens nítidas dos objectos.

As imagens reflectidas pelo espelho tem as seguintes características:

  • são direitas e do mesmo tamanho que o objecto;
  • estão à mesma distância do espelho que o objecto;
  • são virtuais, pois não se conseguem projectar num alvo;
  • são lateralmente invertidas, a parte esquerda da imagem corresponde à parte direita do objecto.

Propagação da luz

A  luz propaga-se em linha recta e radialmente em todas as direcções sempre que a velocidade de propagação for constante.

Ao propagar-se, a luz pode atravessar materiais transparentes e translúcidos, mas não atravessa os materiais opacos.

Sinais Luminosos

Um sinal luminoso é toda e qualquer forma de comunicar usando luz.

Diversos tipos de sinais luminosos

Farol

Os faróis informam os barcos sobre a proximidade da terra.

Anúncios

Nos anúncios, procura-se captar a atenção do consumidor e informar sobre serviços ou produtos.

semáforos

Num semáforo, a informação refere-se à obrigação de parar ou a possibilidade de continuar em movimento.